Dicas para comer fora, sem cair na tentação

De volta para Blog
Dicas para comer fora de casa sem cair em tentação

Dicas para comer fora, sem cair na tentação

Comer fora de casa, a oração é um grande problema para quem está de dieta ou a tentar uma reeducação alimentar. Quem nunca caiu na tentação de pedir para que delicioso filé ao texto, ou uma feijoada caprichada, não é mesmo? Comer, de vez em quando, algo um pouco menos saudável é normal. O problema acontece quando você come mal o dia todo, não conseguindo manter a dieta e, consequentemente, ganhando mais e mais peso.

O mais importante, para quem precisa comer fora todos os dias e você não pode, se quiser, pegue um pote, é o foco e a determinação. Coloque em sua mente que você não quer sair da dieta e se jogar fora todo o seu esforço na academia para perder peso ou ganho de massa muscular magra. Investigadores das universidades de Houston, Boston, nos Estados Unidos, divulgou um estudo mostrando que quando uma pessoa diz que não “querem” alguma coisa para comer, em vez de dizer, “eu não posso”, não pode ter mais determinação na dieta e evitar cair em tentações.

Aqui estão algumas dicas para comer fora sem perder a linha:

1. Abuse de Saladas

 

Aqueles que optarem por almoçar em restaurantes de auto-serviço tem a vantagem de fazer o seu próprio prato, que é excelente para quem está de dieta. Nestes casos, tomar o tempo para encher o prato de salada. Eles são nutritivos, saborosos, ajudam a dar uma maior sensação de saciedade, fazendo você comer menos.

Só tome cuidado com a maionese, curado, e outras variantes. Este tipo de salada é muito oleosa, e o inimigo que está tentando perder alguns quilos extras. Também estar ciente da quantidade de sal usada para temperar a salada, lembre-se de que quanto menos sal, melhor. O ideal é fazer um prato só com salada, como entrada, antes do prato principal.

2. Escolha uma boa dose de proteína

 

As carnes são ricas em proteínas e deve estar no seu prato. No entanto, deixar de lado as opções de batatas fritas, que são encharcadas de óleo, e preferir as versões, grelhado ou cozido. A recomendação é dar preferência para carnes magras, como frango e peixe, que pode ser consumido todos os dias. Já a carne vermelha podem ser opções para duas vezes por semana.

O peixe e o frango (peito), quando grelhados ou cozidos, são muito mais saudáveis do que as carnes vermelhas, pois elas são de fácil digestão e contém a quantidade necessária de proteína, ideal para os praticantes de academias que buscam o ganho de massa magra, além de garantir níveis de colesterol saudáveis.

3. Os carboidratos também são muito bem-vindos

 

Todo brasileiro gosta de ter em seu prato tradicional arroz e feijão, e a boa notícia é que você pode fazer com que essa mistura sim. Os carboidratos são essenciais para o bom funcionamento do nosso corpo e não deve de forma alguma ser eliminado. No entanto, é essencial compreender que existem alguns tipos de carboidratos que são melhores que outros.

O mais adequado para aqueles que seguem a dieta, seja para perder peso ou ganhar massa muscular, são os integrais, que têm menor índice glicêmico. Ou, você pode optar por arroz integral ou mesmo macarrão com massa integral. Além disso, a batata doce também é uma excelente escolha de hidratos de carbono que podem ser incluídos em sua dieta.

Tome cuidado somente com as parcelas. Não é porque ele é lançado, você pode exagerar. O ideal é consultar um médico, nutricionista ou um nutricionista para saber a quantidade ideal para você, tendo em vista que cada pessoa tem suas peculiaridades e cada organismo reage de uma forma diferente, de acordo com a história do indivíduo.

4. Deixe a bebida para mais tarde

 

Consumir bebidas na hora da refeição não é indicado. Isto é porque o líquido pode atrapalhar a digestão e absorção de nutrientes, levando a desconfortos, tais como gases e flatulência. O mais indicado pelos nutricionistas, é o consumo de cerca de 500 ml de água duas horas antes das refeições e você pode voltar a consumir líquidos depois de um tempo.

Para quem não consegue deixar a bebida de lado, de maneira nenhuma, beba no máximo um copo de 200 ml. O tipo de bebida também é importante, é aconselhável deixar os refrigerantes e sucos artificiais de lado, dando preferência aos sucos naturais, sem açúcar, ou água.

Um dos pontos negativos do consumo de líquidos durante as refeições é que eles ajudam a diluir os alimentos durante o processo de mastigação. Isso faz com que o cérebro leva um tempo para identificar a quantidade de alimento ingerido, fazendo com que a pessoa demorar mais para se sentir saciado. Isso faz com que você coma muito mais do que o necessário, dando aquela sensação de estar estufado (parboiled). E é exatamente isso que faz com que muitas pessoas engordem.

5. A sobremesa é grátis!

 

Sim! A sobremesa é permitida, mas com moderação. No dia-a-dia, a recomendação é optar por saladas de frutas, gelatina ou iogurte. Se você quer um chocolate, opte por um meio amargo, que são mais nutritivos e saudáveis, já que eles têm uma quantidade maior de cacau.

Comer um pedaço de bolo ou até uma taça de sorvete, também pode. O problema aqui é ter cuidado com a quantidade e com a frequência. Uma ou duas vezes por semana, em pequenas porções, tudo bem. Mais do que isso, você pode atrapalhar seus objetivos.

Para aqueles que estão tentando perder peso e precisa de uma orientação mais específica, não deixe de consultar um nutricionista ou um nutricionista. Somente esses profissionais são capazes de indicar uma dieta eficiente para o caso de cada indivíduo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De volta para Blog