Dicas importantes para quem as toma ou pretende tomar Whey Protein

De volta para Blog

Dicas importantes para quem as toma ou pretende tomar Whey Protein

Melhorar os resultados do exercício com um suplemento de sabor agradável e fácil de preparar é, sem dúvida, um grande fator atrativo e motivador para olhar para um corpo sarado. Bastante popular, o Whey Protein pode ser, sim, para benefício o ganho de massa muscular, mas devem ser consumidos com cautela, para não comprometer o bom funcionamento do organismo. Por esta razão, procurar informações sobre o produto antes de iniciar o consumo é fundamental. Confira as principais orientações sobre o suplemento:

O que é e quais são os benefícios?

Proteína de soro de leite é o nome comercial dado a proteína extraída do soro de leite durante o processo de produção do queijo. Como ela é formada por aminoácidos essenciais e proteínas de rápida absorção, o principal benefício deste suplemento é para ganho de massa muscular. No entanto, o produto também prolonga a sensação de saciedade e contribui para a manutenção do sistema imunológico e para o controle da pressão arterial e de glicose.

Quais são os tipos?

Existem, basicamente, três tipos de Whey Protein: concentrado, isolado e hidrolisado. O primeiro contém proteínas, mas também apresenta um elevado nível de concentração de lactose (hidratos de carbono). A segunda exclui, no todo ou em parte, de sua fórmula de lactose durante o processo de produção. O terceiro, por sua vez, é pré-digerido e, portanto, é absorvida muito rapidamente pelo organismo.

Qual a indicação?

O suplemento é indicado para quem faz atividade física regularmente, especialmente para as pessoas que fazem corridas curtas, modos e intensidade da força e definição dos músculos. Além disso, em doses apropriadas e com acompanhamento profissional, o produto pode ser consumido por qualquer pessoa que pode ter para melhorar a ingestão de proteínas, aminoácidos e outros nutrientes presentes na Proteína de Soro de leite.

Como escolher?

É importante certificar-se de que o produto foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e observar a quantidade de proteína que apresenta em sua composição. As melhores opções de 80% a 90% da concentração de proteína.

Como tomar?

A quantidade a ser consumida diariamente varia de acordo com a idade, o peso e a intensidade dos exercícios realizados, o objetivo e a necessidade nutricional do indivíduo. Por esta razão, a orientação de um médico ou nutricionista é fundamental.

Para quem pratica atividade física, a indicação é tomar o suplemento após o treino. O produto pode até mesmo substituir um lanche, mas não uma refeição principal. Outra recomendação é consumir Proteína de Soro de leite com a água e fibras, como a chia ou linhaça quando substituir lanches.

Cuidados importantes

O add-in pode interagir com outros medicamentos, tais como antibióticos, Levodopa, e Alendronato. Assim, quem faz uso de medicação, deve consultar o médico antes de incluir o produto na sua dieta.

Aumentar o consumo de água e manter uma dieta equilibrada, quando você iniciar a ingestão de Proteína de Soro de leite são outras recomendações valiosas, porque isso ajuda a não sobrecarregar os rins (os órgãos que eliminam os produtos do metabolismo das proteínas). Tenha cuidado com o alto consumo de energia também é fundamental para que não haja nenhuma interferência no funcionamento do fígado.

Quem tem alergia à proteína do leite ou intolerância à lactose deve optar por suplementos de proteína de arroz, de carne ou de soja ou de soro de leite hidrolisado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De volta para Blog