Como escolher uma boa carne de proteína?

De volta para Blog
Como escolher uma boa proteína da carne?

Como escolher uma boa carne de proteína?

Quantidade, tipo do produto e até mesmo a forma de consumo pode influenciar a escolha
Não é novidade que as carnes são uma rica fonte de proteína, tanto que aqueles que o trem não desculpa o alimento da dieta. Em alguns casos, são também incluídos os suplementos de proteína de carne na rotina da atleta, que também é válido.

Também não é segredo que a proteína na sua forma natural, isto é, através de alimentos, não é suficiente para o corpo. Embora as carnes têm uma boa relação de proteína, especialmente de aves e de peixes, o consumo de proteínas é complementado por add-ons.
Hoje este tipo de produto é quase uma febre dentro das academias. É difícil para um atleta, para a maioria que está apenas começando a prática, que não sabia do benefício, e já usar o add-in no seu dia-a-dia.

Porque há uma alta demanda, a oferta acabou aumentando também. Assim, há uma enorme variedade de proteínas da carne, na forma de um suplemento. Escolher entre tantas opções é uma tarefa difícil, afinal como você sabe se o produto é o que você realmente precisa?

Nem sempre ser caro, o produto é de melhor qualidade. Quando eles vêm para o mercado, estes suplementos tendem a ter um valor superior, e o tempo vai se adaptando aos veteranos nas prateleiras.

Em geral, você não deve levar em consideração apenas o preço, desde que a variação do produto também traz características e benefícios variados.

Neste artigo, vamos orientá-lo de como escolher uma boa proteína, para não deixar dúvidas ao comprar o suplemento. Então, vamos ao que interessa:

Por que usar

 

Normalmente, a proteína da carne é indicado para pessoas que têm intolerância à lactose. Assim, eles não serão capazes de usar muitos suplementos considerados de proteína do leite, como é o caso da Proteína de Soro de leite.

Este tipo de suplemento ainda oferece os benefícios do consumo de carne natural. Neste caso, ao usar o produto que o indivíduo ainda está recebendo todos os nove aminoácidos que são essenciais para o corpo.

Outro ponto interessante é que as marcas que produzem sem a gordura da carne, que vem com a comida em sua versão natural. O suplemento contém também creatina, que não está presente na proteína do leite, mas, mais uma vez, usando o exemplo do soro de leite.

A creatina também contém alguns aminoácidos como a arginina, glicina e metionina, fornecendo energia para os treinos e para trabalhar na construção de massa muscular. E assim como a proteína do leite, a sua absorção é rápida, especialmente para a versão hidrolisada.

A proteína da carne pode ser consumida tanto antes como depois de concluído o treino, mas, em geral, os especialistas tendem a indicar o consumo pós-treino. Isto porque é nesta fase que o corpo necessita mais dos aminoácidos.

Vale lembrar também que os atletas tem a opção de utilizar outra proteína com a carne. Neste caso, eles podem usá-lo em conjunto ou ir alternando os produtos. Em qualquer caso, a orientação profissional é ainda necessário.

Rever o seu objetivo

 

O que ajuda a definir o tipo de suplemento ideal para cada indivíduo é o propósito que ela mantém, isso em relação aos treinos. Como forma de facilitar a escolha, o ideal é que ele seja orientado por um especialista, como um nutricionista, por exemplo.

Isto é porque este profissional irá avaliar o estágio de formação, a rotina alimentar e outros pontos, para em seguida indicar um suplemento adequado. Se você ainda tem de incluir uma dieta adequada conjunto com este produto, é apenas uma conclusão de menu, que não consomem proteína em quantidade suficiente.

Assim, o especialista irá analisar não apenas o objetivo deste indivíduo, como também o seu poder, o esporte que você pratica, o seu estilo de vida e a fase dos treinos, o que também ajuda a definir a quantidade de suplemento a ser consumido juntamente com o tipo.
A proteína de carne ou de outras formas, não é um add-on, que tem um efeito imediato. Em geral, leva-se em média um mês para que a ação do produto no corpo é avaliada, e esta resposta pode ser mais lenta, dependendo do indivíduo.

Quantidade

Existe em média uma quantidade que pode ser consumida por dia, mas este valor pode variar de pessoa para pessoa. Em geral, cerca de 0,8 gramas por quilo de peso do indivíduo.
Em hora a indicar a quantidade, os peritos avaliar o biótipo do corpo e treino, bem como o objetivo da pessoa.

Se a ideia é ganhar massa, por exemplo, é recomendado o uso diário de 1,2 a 1,8 gramas por kg de peso corporal. Este montante não deve exceder 25 gramas de proteína, porque o corpo não pode absorver o produto completamente.

O uso excessivo pode provocar uma sobrecarga renal e hepática, além de um efeito contrário ao objetivo do indivíduo. Muito suplementar além do necessário pode gordura.

Água ou leite?

 

O mais indicado é consumir o produto com água, mas, dependendo do objetivo ainda pode ser adicionada de carboidratos, como frutas, por exemplo.

Também é possível misturar com leite, mas não é tão recomendado. Isso é porque o líquido acaba de deixar a absorção do suplemento mais lentamente, e não seria tão a pena consumir o produto por este fator.

Em pó ou líquido?

 

A maioria dos suplementos de proteína de carne são produzidos na versão em pó, mas também há produtos em forma de barra ou líquido. A forma como é consumida não tem nenhuma interferência na função do produto, mas é necessária atenção.

Mesmo sendo um produto da mesma linha, o formato é fabricado pode trazer a variação da quantidade e diferentes tipos de add-in. No caso de barras, por exemplo, é comum para as marcas de misturar mais de um tipo de proteína em sua composição.

Se o indivíduo apelou para o suplemento de carne, precisamente, por não ser capaz de consumir alimentos lácteos, intolerância a lactose, por exemplo, se há de proteína no leite-bar, ele também pode não ser capaz de consumi-lo.

É por isso que é indicado a atenção para o rótulo do produto, mas o mais comum é o uso das versões em pó.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

De volta para Blog