5 alimentos que ajudam a construir massa muscular

De volta para Blog
5 alimentos que ajudam na construção muscular

5 alimentos que ajudam a construir massa muscular

O que faz a sua dieta tem que ter para dar-lhe os músculos mais rapidamente

Chega na academia é um grande passo para quem quer ter músculos definidos, mas por si próprios, os exercícios não são tão eficazes. Para a construção muscular efeitos mais rápidos, é o lugar ideal para combinar uma dieta adequada, o que torna o processo de ganho de massa fornece as informações mais precisas e abrangentes.

Esta combinação faz toda a diferença nos resultados, pode ser visto em um curto período de tempo.

Ele também é um fator fundamental para aqueles que estão trabalhando os músculos. Afinal, não há nenhum ponto em exercícios corretos, se o poder ainda é fraca.

Quando uma pessoa investir em treinos, mas ainda comendo mal, acaba por degradar o desempenho e o resultado da formação, particularmente porque, geralmente, há um consumo inadequado de carboidratos.

Também, existem alguns alimentos que não são . Em geral, fala-se muito de proteínas, que são os maiores contribuintes para o ganho de massa, mas o foco aqui é sobre a carne, mesmo que existem outros alimentos que podem ser descascados. a chave para a construção muscular, e que deve fazer parte de um menu adequado.

Por que você precisa dessas coisas?

 

Quando você se exercita, seus músculos, apenas sofrem microlesões; é a regeneração desses músculos para aumentar, mas para isso, deve haver uma ingestão de proteína.

Isso porque a proteína que carrega no corpo, os chamados aminoácidos, que são essenciais para a construção muscular. Eles são, em suma, fazer a síntese de proteínas no corpo, ativando enzimas, para que seu músculo vai crescer a cada ano.

A leucina, um aminoácido, é um dos que estão a mais desafiador nesse processo, e é garantida pelo consumo de alimentos.

Em geral, o corpo precisa de 20 tipos de aminoácidos, que ajuda na absorção da proteína, portanto, que há um aumento no volume dos músculos. Além da carne, que é considerado a principal fonte de proteína para quem treina, é necessário também o consumo de outros itens, como existem alguns que são mais ricos em um tipo de aminoácido em outro.

A importância dos hidratos de carbono

 

Com o aumento do músculo depende não só da proteína, este processo também requer o consumo de carboidratos para ter qualquer efeito.

Através deste grupo de alimentos, o indivíduo terá mais força durante os treinos, é que o trabalho dos músculos será restaurado ao seu inventário, e energética. Se estiver faltando algum dos nutrientes, tanto pré e pós-exercício, seu corpo não será capaz de recuperar-se por completo, e, portanto, não ganho de peso.

A ausência de carboidratos, que levá-lo em energia para ser queimada até o chão, seu corpo vai para retirar os nutrientes da proteína, portanto, somos incapazes de aumentar o volume do corpo.

Além disso, a digestão desses alimentos é menor no corpo, levando a um efeito de saciedade por mais tempo. Por esta razão, eles são mais adequados para alimentos com baixo índice glicêmico, são digeridos mais lentamente pelo organismo.

O que comer

 

Como eu disse, a proteína não é obtido apenas com a carne, mas na maioria dos itens relacionar-se com eles, porque eles têm uma fonte mais rica de nutrientes. Mas, também é possível encontrá-los na forma de sementes, verduras, e até mesmo de algumas das partes.

– Iogurte: ele possui aminoácidos considerados essenciais em alto nível, sendo um importante motor para o crescimento dos músculos. O interessante é que o iogurte é capaz de combinar uma proteína e um carboidrato, uma vez que é consumida em doses adequadas em uma base diária.

O ideal é consumir até duas garrafas e, mais especialmente, a versão sem açúcar, como pode retardar a ação dos lactobacilos do iogurte e o conteúdo de vitaminas em sua renda. Juntamente com as frutas, ajuda na perda de proteínas que ocorre subseqüente ao do exercício fiscal.

– Amêndoas: elas são ricas fontes de vitamina E, e tem fácil absorção no organismo, além de ser um excelente antioxidante. Neste caso, o kernel ajuda a prevenir os danos causados pelos radicais livres, especialmente no pós-treino.

Como resultado, os músculos são capazes de se recuperar mais rapidamente, porque ele não é tão pesado para baixo por radicais livres como normalmente faria.

É indicado que o consumo de 15 unidades por dia, que pode ser incluído no lanche ou na salada, ou, neste caso, serve uma variedade de refeições. Além disso, a universidade é capaz de trazer mais abundância para que o indivíduo.

– Azeite de oliva: é capaz de aumentar a energia dos treinos e no dia-a-dia, em e de si mesmo, porque é uma gordura monoinsaturada ômega-9. Assim, o óleo de oliva tem propriedades anticatabólicas, agindo contra a inflamação no corpo. Isto é só para evitar qualquer desgaste e a fraqueza dos músculos, de modo que o ganho de peso é mais fácil.

Uma a duas colheres de sopa por dia é suficiente. Apesar de ser uma forma saudável para temperar sua salada, por exemplo, o óleo deve ser tomado com cautela, porque em cada um dos colheita mantém uma média de 110 calorias.

– Salmão: para ser uma só carne, não é necessário mencionar, que é bastante proteína. Mas, além da proteína, o salmão também fornece uma boa gorduras sobre o conteúdo de ômega-3, que ajuda na recuperação da massa.

O outro fator para isso é que os peixes têm ação anti-inflamatória, a qual permite a assimilação de novas proteínas, as fibras do corpo.

Se ele é consumido até três vezes por semana, ajuda muito, mas você também tem que ter cuidado. Assim como o azeite de oliva em um elenco de salmão, por exemplo, você pode ter até 150 calorias.

Outro truque é que o peixe deve ser preparado em uma temperatura baixa, sem a necessidade de se cozinhar demais, pois isso pode fazer o melhor uso de seus nutrientes.

– Ovos: e o que tem para ser comido com a gema. É um alimento que mantém um alto valor biológico, que se refere à quantidade de proteína que é capaz de dar para o seu corpo.

Para o fator de que a pedra vem, para que ele tenha a vitamina B12, que é uma ótima maneira de reduzir o nível de gordura e promovem a contração muscular.

O que não é para fritar-lo, dado que cada ovo é cerca de 120 calorias na dieta. Ela pode ser feita assada, que é uma ótima opção e destina-se a ser consumidos em uma base diária.

De volta para Blog